Impactos da participação social e da colaboração sociedade civil-governo

Quais são os impactos da participação social nas políticas e serviços públicos? Participação importa para a garantia de boa qualidade de vida para as pessoas? Tem valido a pena trabalhar em conjuto?

A partir de exemplos nacionais e internacionais, dados e pesquisas vamos refletir sobre o resultados que a participação social tem nos trazidos nos últimos anos, num esforço de entender erros e acertos dessa trajetória.

Emilene Martinez, Coordenadora Regional Sênior para as Américas, Open Government Partnership; ingressou na Open Government Partnership em setembro de 2012. Em seu papel, ela se concentra no apoio a organizações da sociedade civil na América Latina e no Caribe. É bacharel em Relações Internacionais e mestre em Estudos Internacionais pelo Instituto de Tecnologia e Ensino Superior de Monterrey. Desde 2001, ela trabalha com várias instituições, incluindo o Arquivo de Segurança Nacional da Universidade George Washington; Centro Fundar de Pesquisa e Análise; o Conselho de Transparência no Chile; o Instituto de Tecnologia e Ensino Superior de Monterrey; e o Centro de Pesquisa e Ensino em Economia (CIDE). Como consultora, trabalhou na Global Financial Integrity, no Instituto do Banco Mundial, El Economista e The Carter Center.

Miguel Arana; foi o diretor de participação cidadã da Prefeitura de Madri, onde é desenvolvido o projeto de participação internacional Consul (www.consulproject.org). Ele trabalhou no design e implementação de ferramentas digitais e estratégias de participação em laboratórios de inovação como Medialab-Prado, projetos europeus como o D-CENT e em diferentes espaços políticos, como Ahora Madrid ou o movimento 15M.

Paolo de Renzio; é Pesquisador Sênior pela International Budget Partnership, e Professor Adjunto no Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio. Na IBP, ele pesquisa transparência orçamentária, justiça fiscal, governo aberto e desenvolvimento. Ele é também professor visitante da Harvard Kennedy School e da London School of Economics. É doutor pela Universidade de Oxford.

Moderador, Henrique Góes, Graduado em Relações Internacionais pela Universidade de São Paulo com período de estudos na Universidad Autónoma de Madrid e na Freie Universität Berlin, é assessor na Supervisão para Assuntos de Governo Aberto na Prefeitura de São Paulo, onde como ponto de contato para a Open Government Partnership. Já atuou com Governo Aberto e transparência pública na Artigo 19 Brasil.