Avanços e desafios do governo aberto local

A agenda de governo aberto tem ganhado grande relevância como forma de inovação da gestão pública. Suas ferramentas de participação social, colaboração e transparência surgem como demanda dos cidadãos ao redor mundo. Mais recentes, iniciativas de governo aberto local já sinalizam avanços e desafios que permeiam tais práticas tanto na América Latina, quanto na Europa e outras regiões. Para discutir estes temas, convidamos grandes especialistas em uma mesa que promete ser muito interessante.

Laila Bellix, Diretora e Cofundadora do Instituto de Governo Aberto (IGA). Gestora Pública pela Universidade de São Paulo. Mestre em gestão pública pela mesma universidade. Coordenou projetos de governo aberto na Prefeitura de São Paulo e na área de promoção da integridade da Controladoria Geral do Município (CGM). Integra a rede de Fellows em Governo Aberto da Organização dos Estados Americanos (OEA). 

Matías Bianchi, Diretor Executivo e Fundador da organização Asuntos del Sur. Cientista Político pela Universidade de Buenos Aires. Mestre em Estudos Latinoamericanos pela Universidade de Oxford. Doutor e PhD em Ciências Políticas pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po). Trabalhou em Woodrow Wilson Center, o Centro de Desenvolvimento da OCDE e dirigiu o Instituto Federal de Governo da Argentina. Também é professor universitário.

Miguel Arana, foi o diretor de participação cidadã da Prefeitura de Madri, onde é desenvolvido o projeto de participação internacional Consul ou “Decide Madrid” (www.consulproject.org). Ele trabalhou no design e implementação de ferramentas digitais e estratégias de participação em laboratórios de inovação como Medialab-Prado, projetos europeus como o D-CENT e em diferentes espaços políticos, como Ahora Madrid ou o movimento 15M.